Lançamento: CHICO XAVIER E FOI ASSIM... Carlos A. Baccelli | Francisco Cândido Xavier

CHICO XAVIER E FOI ASSIM... Carlos A. Baccelli | Francisco Cândido Xavier

segunda-feira, 5 de novembro de 2018


Vó Manuela

É noite de Natal!... Sobre uma esteira,
Na palhoça, agoniza Vó Manuela...
Uma estrela que fita da janela,
Recorda a de Belém, alvissareira...

Fora uma pobre escrava a vida inteira,
Criando filho alheio por tutela,
Sempre a valer quem precisasse dela,
Na condição de humilde benzedeira...

Súbito, vê que a estrela se desprende
Do firmamento, e, agora, mais esplende,
Rente ao seu leito em sublimada luz...

Vó Manuela, na noite escura e fria,
Parte da Terra em pranto de alegria,
Levada aos céus nos braços de Jesus!...

Cornélio Pires

(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do “Grupo Espírita da Prece”, na noite de 15 de dezembro de 1990, em Uberaba – MG).



4 comentários:

  1. Cadichon Pirilampo5 de novembro de 2018 08:05

    Bom dia, Amigos Espirituais visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Agradecemos ao nobre irmão Cornélio Pires pela poesia exemplificando a vivência de Vó Manuela, indicando que uma vida simples de benzedeira e bem vivida é uma estrela brilhando num Planeta Espiritual chamado Terra! Vó Manuela, muito obrigado pelo seu exemplo de vida! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo (08:03)!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Formiga e Cornélio Pires!!
    Viva Vó Manuela!!
    Agradeço!!
    Excelente dia e semana para todos nós!!
    Fiquemos com o BOM DEUS!! \O/

    ResponderExcluir
  3. ¨ Salve a nega véia¨ Quanta luz nesses espíritos resignados, quanta lição tenho que aprender com os pretos e pretas velhas, que me perdoem os ortodoxos, mas tenho meu pezinho na senzala da nega. Obrigada irmão Cornélio, obrigada Baccelli.

    ResponderExcluir
  4. Aécio Emmanuel César6 de novembro de 2018 20:33

    Boa noite Formiga e Baccelli. Belíssimo soneto do nosso irmão Cornélio. Como sempre bastante inspirado como poeta sensitivo dos planos mais altos. Um forte abraço a todos. Aécio Emmanuel César

    ResponderExcluir