segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O VELHO TRONCO
 
Pobre tronco esquecido no monturo,
Que fora, um dia, árvore florida,
Sem mais utilidade para a lida,
Agonizava num recanto escuro...
 
Considerado lenho, sem futuro,
Madeira, pelo tempo, apodrecida,
Que, ao fogo, já seria consumida,
Teve destino sublimado e puro...
 
Levado às mãos de hábil artesão,
Que o trabalha a golpes de formão,
Aos poucos, vai ganhando vida e luz...
 
E o velho tronco que já estava morto,
Ressuscita das sombras de seu horto,
No trono que o Senhor teve na cruz!...
 
Aura Celeste
 
(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã de sábado do dia 12 de agosto de 2017, em Uberaba – MG). 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

NÃO DESCREIAS

Não descreias, amigo, de meus versos...
Sou eu mesmo, Formiga, que voltei,
Para cantar agora qual cantei,
Um dia, por caminhos tão diversos...

Sou eu mesmo que, à luz dos universos,
Dos abismos da morte regressei,
Para louvar a Vida, e quanto amei,
Nos instantes felizes ou adversos...

Sou o pobre poeta paraibano,
Fazendo aqui um esforço sobre-humano
Ao grafar estes versos que são meus...

Não descreias, portanto, aqui estou,
A voz que a morte não silenciou,
Redivivo, cantando, o Amor de Deus!...

Eurícledes Formiga

(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do “Grupo Espírita da Prece”, na noite de 26 de agosto de 1989, em Uberaba – MG).



sexta-feira, 11 de agosto de 2017

AOS COMENTARISTAS DO BLOG DO DR. INÁCIO FERREIRA

Solicitamos a compreensão de todos, mas, doravante, por motivos óbvios, os comentários anônimos ao Blog semanal do Dr. Inácio Ferreira, não serão mais publicados.
Certos da compreensão de todos os amigos internautas, rogamos a Jesus que a todos nos abençoe e guarde.

Uberaba, 11 de agosto de 2017.



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CHAMAM-ME “CARIDADE”

Visitei um casebre estrada além,
E, ante um quadro de dor que não defino,
Deixei com pobre mãe em desatino,
O anônimo socorro de um vintém...

Depois, parti meu pão com outro alguém,
Que mendigava em áspero destino,
E acalentei ao colo um pequenino,
Que, doente, chorava sem ninguém...

Mais tarde, fiz-me veste para os nus,
E auxiliei com a pesada cruz
Os que sabem na vida o que é sofrer...

O meu nome?!... Que importa?!... Na verdade,
Chamam-me, aonde vou, de Caridade,
E sei que apenas cumpro o meu dever!...

Aura Celeste


(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do “Grupo Espírita da Prece”, na noite de 24 de setembro de 1988, em Uberaba, MG). 

segunda-feira, 31 de julho de 2017

LUZ ETERNA
 
Aceita a tua dor na prova austera
Que surge no caminho de improviso,
Guardando a calma que se faz preciso,
Seguindo além na estrada que te espera.
 
Abraça a tua cruz e persevera
Estampando na face o teu sorriso,
Esse sorriso bom por claro aviso
De quem na luta não se exaspera.
 
Não temas contratempo e desengano,
Continuando no esforço sobre-humano
De servir ao Ideal sem exaustão...
 
Se o anoitecer no corpo se anuncia,
Não olvides que logo há de ser dia,
À Luz Eterna da Ressurreição!...
 
Auta de Souza
 
(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã de sábado do dia 29 de julho de 2017, em Uberaba – MG). 
 

segunda-feira, 24 de julho de 2017

CATIVEIRO

Alma que sofres no exílio humano
As saudades sem fim da Imensidão,
Não te atormente a dura provação
Que te lacera o peito de espartano...

Não te rendas ao triste desengano
Daquele que enlouquece na prisão,
Acorrentado a plena escuridão
Sob os ditames de cruel tirano...

Na cruz, transfigurada em pelourinho,
Que, soluçando, arrastas no caminho,
Cumpre a tua sentença, sobranceiro...

Um dia, além da sombra que reduz,
Hás de voltar para o País da Luz,
Ao te expirar, na carne, o cativeiro!...

CRUZ E SOUSA


(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã de sábado do dia 15 de julho de 2017, em Uberaba – MG).

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O GADARENO

Ao avistar o Mestre Nazareno
Sem que, ao menos, soubesse Ele quem era,
Conhecido possesso gadareno,
Pôs-se a gritar, transfigurado em fera...

Mas, o Cristo de olhar sempre sereno,
Sem se exaltar como o jamais fizera,
Pergunta-lhe, com a voz em tom ameno,
Na provação cruel que o encarcera:

- Qual é o seu nome?! Diz-me, meu irmão...
- O meu nome, Senhor, é “legião”!... -
Responde o infeliz que tresloucara...

E ordenando aos espíritos imundos
Descessem aos abismos mais profundos,
Jesus liberta o homem de Gadara!...

Olavo Bilac

(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã de sábado do dia 8 de julho de 2017, em Uberaba – MG).


segunda-feira, 10 de julho de 2017

CONTRADIÇÃO
 
- Que ninguém tenha medo de sofrer...
A morte não existe! É covardia
Choramingar no leito de agonia,
No instante crucial do “vamos ver”...
 
Tenhamos fé! Não posso compreender
O espírita que reza todo dia,
Que, em vez de ser forte qual devia,
Dá vexame na hora de morrer...
 
Assim pregava o irmão Zeca Silveiro,
Quando sentindo mal estar ligeiro,
Leva a mão sobre o peito em grito agudo:
 
- Acudam, minha gente! Eu sei que morro...
A morte não existe, mas socorro...
Eu não quero morrer e largar tudo!...
 
CORNÉLIO PIRES
 
(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião pública do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na tarde de sábado do dia 8 de outubro de 1994, em Uberaba – MG). 

segunda-feira, 3 de julho de 2017

A CADA PASSO

Ninguém te viu o pranto dos vencidos
Que derramaste ao longo do caminho,
E nem te ouviu, aos céus, clamar baixinho,
Na voz de teus soluços e gemidos.

Ninguém te percebeu os pés feridos,
Pela estrada a seguir devagarinho
E nem te socorreu quando, sozinho,
Tombaste sob a cruz dos desvalidos.

Ninguém te acompanhou no itinerário
Que cumpriste, subindo o teu calvário,
A suspirar, em vão, por ombro amigo...

Mas, Jesus que te ama e te conhece,
E que da humana dor jamais se esquece,
A cada passo caminhou contigo!...

AUTA DE SOUZA


(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, na noite de 2 de abril de 1988, em reunião pública do “Grupo Espírita da Prece”, na cidade de Uberaba – MG). 

segunda-feira, 26 de junho de 2017

TEMPORAL

Desaba o temporal sobre os teus passos,
Lamaceiro se faz em teu caminho,
Ruge o vento soprando em torvelinho,
Prenunciando dores e fracassos...

Trovoadas ribombam nos espaços,
Estremecendo o chão em desalinho,
Dentro do caos imenso que, sozinho,
Segues varando de olhos semibaços...

A impressão que tens é que agora,
Nunca mais hás de ver em nova aurora
A Vida mergulhada em escarcéu...

Mas, sem que a Natureza desaponte,
O Astro-rei irrompe no horizonte,
E enche de luz a escuridão do céu!...

Tobias Barreto

(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião do Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã do dia 24 de junho de 2017, em Uberaba – MG).