segunda-feira, 20 de março de 2017

DEIXA DE MANHA

Amigo, deixa de manha,
Que trabalhar é a senha,
Quem no Bem luta e se empenha,
Quanto mais perde, mais ganha.

Se a treva ao redor se assanha,
Por quem te humilha e desdenha,
Força alguma te detenha
Por mais te pareça estranha.

Não te queixes se sozinho,
Perseveras no caminho
Em meio à prova medonha...

Tendo a fé por testemunha
Só quem pega o touro à unha,
Torna real o que sonha!...

Alfredo Nora

(Página recebida pelo médium Carlos A. Baccelli, em reunião íntima no Lar Espírita “Pedro e Paulo”, na manhã do dia 16 de março de 2017, em Uberaba – MG).









5 comentários:

  1. Irmão Alfredo, linda mensagem em trovas. Fazes me lembrar os boiadeiros, irmãos de luta que pegam o touro a unha. Entre eles não esqueçamos do tio Senhor Mariano, lá de Santa Maria. Um abraço para você e para todos os boiadeiros.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Formiga, Baccelli. É... A realidade está tão presente e ainda fugimos dela, não é mesmo? Que possamos fortalecer nossa fé para que o nosso caminho possa se fazer luz em nossos passos. Um forte abraço. Aécio E. César

    ResponderExcluir
  3. Alfredo Nora , belos versos !!! Parabéns.
    Vc lembra os homens mais rudes das terras de Conquista , Guaxima ...Sinhô Mariano ... com seu jeito simples , mas que perservera e não abandona a luta .

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Amigos Espirituais, visíveis e invisíveis! Amor, Luz e Paz! Touro e unha. Muito interessante a imagem poética que Alfredo José dos Santos Nora, poeta e jornalista, psicografou no verso "...Só quem pega o touro à unha Torna real o que sonha!...". Nele, o 'touro' é os nossos problemas, obstáculos, montanhas, imperfeições, enfim, nossas manhas milenares guardadas em nosso subconsciente de Espírito imortal. Por isso buscamos fortalecer a fé que remove essas montanhas manhosas, conforme se lê, estuda e apreende e aprende em "O Evangelho segundo o Espiritismo", capítulo XIX! Muito obrigado, nobre irmão Nora, que, em "Parnaso de Além Túmulo" (FEB, 1932), legou-nos uma "Carta ligeira", lembrando "...Agora é que entendo isso, Mas é triste a fé sem viço Que o sepulcro à pressa impõe...". Por esses convites, todos nós devemos "deixar de manha"! Deus te abençoe! Um abraço fraternal! Cadichon Pirilampo.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Formiga e Alfredo Nora!!

    Linda poesia!!

    Obrigado, tenhamos um excelente fim de semana!!

    Fiquemos com o BOM DEUS!! \O/

    Carlos A. GOMES

    ResponderExcluir